blog-banner

Importância da utilização de respiros em armários

Publicado em: 27/03/2020 11:02 | Atualizado em: 27/03/2020 11:02

 

Todo profissional de marcenaria ou que faz manutenção em móveis sabe a importância que os respiros tem para garantir a qualidade do ar e evitar que as roupas e demais objetos armazenados no móvel fiquem com cheiro ruim, além de proteger o próprio móvel contra a umidade do ambiente.


No entanto, na prática o que se observa é que poucos profissionais dão a devida importância para o assunto, e prova disso é que muitos armários, sejam de roupas ou de cozinha, não possuem respiros, incluindo muitos dos feitos sob medida, do qual se espera uma qualidade superior frente aos móveis prontos.


Por isso, neste artigo explicaremos qual a importância dos respiros em armários, bem como daremos algumas dicas técnicas para que marceneiros e demais profissionais que atuam com a fabricação e manutenção de móveis saibam como utilizá-los nos projetos.

 

A função do respiro em armários
 Como já dito acima, a principal função do respiro aplicado em armários é garantir a circulação do ar, garantindo que as roupas, sapatos, jogos de cama e demais itens armazenados não fiquem abafados, mesmo quando as portas estão fechadas.

 

Outra importante função do respiro é evitar o acúmulo de umidade no material de construção dos móveis. Como se sabe, este é o principal fator de deterioração de móveis, especialmente porque a maioria é feita em MDF, material com baixa tolerância à ação da umidade.

 

Dessa maneira, esse dispositivo tanto garante um tempo maior de vida útil dos armários quanto evita proliferação de ácaros e fungos nas peças neles armazenadas, evitando que fiquem com mau cheiro e que mesmo possam se tornar inutilizáveis, uma vez que fungos em tecidos são bastante difíceis de remover.

 

Diretrizes para a instalação de respiros
Não existe uma norma universal para a utilização do dispositivo em armários e outros móveis, até porque sua utilização depende de diversos fatores, como tamanho, material de fabricação e local de instalação do móvel, que envolve variáveis como quantidade de iluminação natural recebida, se fica sobre parede externa - sujeita à maior umidade e variações de temperatura -, dentre outros fatores.

 

De maneira geral, é possível afirmar que toda seção do móvel deve receber um respiro, independente da quantidade de portas que possui. Para as gavetas, um único suspiro é suficiente para toda uma seção.

 

A mesma recomendação acima é válida para closets, incluindo aqueles que não possuem portas, pois mesmo com maior circulação de ar na parte frontal, a parte traseira não a recebe, uma vez que está encostada na parede.

 

Material do respiro
Na Completa, é possível encontrar tanto respiros em material plástico quanto em metal, geralmente em liga. Para aplicações domésticas, em armários, closets, armários de cozinha, etc., aqueles em plásticos são os mais utilizados e recomendados, uma vez que as condições em que são expostos não são extremas. Além disso, são mais baratos.

 

Os de metal são recomendados para móveis que são expostos a condições extremas, como altos índices de umidade, - como ocorre em armários de banheiros e cozinha -, ou que ficam à vista, por proporcionarem um melhor acabamento.

 

Diante de tudo o que foi dito, pode-se concluir que os respiros devem ser obrigatórios em qualquer projeto de marcenaria, uma vez que são baratos, fáceis de instalar e apresentam inúmeras vantagens quando são utilizados.

 

No site da Completa você encontra uma grande variedade de respiros, de diversas marcas, modelos e materiais. Confira: https://www.completa.com.br/produtos/acessorios-para-moveis

 

 

Para mais infomações sobre estoque, preços e condições comerciais acesse nossos Termos e Condições

© Todos os direitos reservados COMPLETA - 2020