blog-banner

Comércio pós-pandemia: mudanças e oportunidades para lojistas

Publicado em: 17/09/2020 17:20 | Atualizado em: 18/09/2020 14:41

 

Uma mulher recebendo uma compra no comércio pós-pandemia

Diante do cenário de pandemia, diversas oscilações econômicas aconteceram, frustrando muitas previsões de crescimento das mais diversas áreas. Agora, já quase oito meses após o pico de contaminação pela covid-19, empresários do setor de material de construção passaram a ter mais otimismo com o novo normal, sobretudo pelo aumento das reformas em casa.

 

Mas como os lojistas e marceneiros podem se preparar para o que virá?

 

Antes de tudo, é preciso compreender o contexto econômico atual e suas oportunidades para então traçar estratégias específicas para o negócio.

 

As previsões econômicas no setor de material de construção na pandemia

 

No início do ano de 2020, o índice da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (ABRAMAT) apontou o faturamento de 4,3% em fevereiro, percentual menor que do ano passado, mas que não alterou a alta acumulada nos últimos 12 meses anteriores ao período, de 0,8% positivo.

 

Com a instabilidade do cenário financeiro, a Associação também indicou um certo temor dos empresários diante da redução da atividade econômica, uma consequência natural da pandemia no contexto global. A confirmação desse medo econômico dependeria dos desdobramentos futuros e dos reais impactos no comércio pós-pandemia.

 

Ao longo dos meses a estimativa foi sendo surpreendida pelo crescimento do setor, devido ao aumento na procura por materiais de construção para reformas e reparos domésticos. Afinal, com o home office em alta, muitos profissionais precisaram adaptar o ambiente da casa para atender ao novo normal dos empregos.

 

O crescimento nas vendas de materiais de construção e contratação de profissionais

 

Buscando entender melhor o que estava acontecendo no setor, a Loft, recém adquirida pela Decorati, uma startup especializada em reformas de apartamento, realizou um levantamento para identificar esse mundo pós-covid.

 

Sobre os motivos de reformas em casa, a empresa constatou que as mudanças se deram por:

 

Gráfico que mostra o crescimento das reformas na casa durante a pandemia

Esse crescimento aponta tanto uma maior por produtos de reforma e móveis para casa, quanto o aumento na contratação de profissionais como eletricistas, pintores, marceneiros e arquitetos de interiores para apresentação de soluções mais funcionais para os espaços.

 

A procura por esses profissionais também se confirmou, segundo dados do aplicativo de serviços GetNinjas. A empresa apontou um crescimento de 112% entre março e maio de 2020, quando comparado ao mesmo período do ano passado.

 

E mais, a necessidade de reparos e reformas emergenciais nas empresas de saúde como hospitais, clínicas e em supermercados e farmácias também impulsionaram o crescimento do setor.

Com isso, em relação ao mês de fevereiro, o crescimento foi de 8% no mês de maio, período do boom no setor. Logo, o segmento de materiais de construção foi o que apresentou menor queda em relação a outras atividades ao longo da pandemia, se tornando inclusive um comércio essencial.

 

Com tanta procura assim, certamente o segmento poderia sofrer um certo abalo na oferta dos materiais. Foi exatamente o que aconteceu com várias fábricas e importadoras, sobretudo dos produtos vindos da China, que não estavam prontas para tão grande demanda.

 

Mesmo com essa redução da oferta, o setor que continua crescendo e apresenta novas oportunidades para que os lojistas e profissionais possam obter melhores resultados.

 

Comércio pós-pandemia: estratégias para as empresas venderem no novo normal

 

Ao mesmo tempo em que a pandemia é a responsável por todo caos econômico, ela é também a causadora de um crescimento inesperado para alguns setores, a exemplo do varejo online (e-commerce) e o segmento de materiais de construção e decoração.

 

Aquelas empresas que conseguiram mesmo em meio à crise, manter suas vendas em crescimento foram as que aplicaram um conjunto de ferramentas para driblar o isolamento social e a retração econômica.

 

As seguintes oportunidades podem ser exploradas no comércio pós-pandemia:

 

Ferramentas digitais

Aqui não estamos falando necessariamente de um site para vendas de produtos. Pelo contrário, ferramentas mais simples como WhatsApp business por exemplo já pode ajudar a manter um contato mais próximo e online com seus clientes.

 

WhatsApp Business

O aplicativo se tornou uma das melhores opções para pequenos empreendedores que desejam criar um canal de atendimento mais próximo dos consumidores. Nele é possível captar novos clientes, construir uma comunicação mais pessoal e realizar as vendas dos produtos.

Se quiser saber como usar essa estratégia, leia nosso artigo completo sobre a ferramenta.

 

Redes Sociais

Já são mais de 100 milhões de pessoas conectadas nesse universo digital e, por isso, ela é um dos locais mais indicados para as empresas que desejam obter maior alcance e visibilidade na divulgação dos seus produtos. Isso sem falar no volume de vendas que pode ser impulsionado por esses canais que também facilitam um atendimento mais próximo dos consumidores.

 

Site

Ter um site torna mais fácil a localização da sua empresa para aqueles consumidores que pesquisam na Internet. Contudo, para os negócios pequenos não é obrigatório ter uma página específica do negócio. Um bom trabalho nas redes sociais e um canal direto para comunicação online já são uma vantagem diante da concorrência.

Para quem não pode investir na criação de um site agora, uma outra opção é Google Meu Negócio, onde as empresas cadastram suas principais informações e já aparecem nas pesquisas feitas por consumidores da região.

 

Diversificação de produtos e marcas

Como citamos anteriormente, a alta procura pelos produtos de reparos e reforma em casa também gerou uma escassez e elevação no preço de alguns itens. Por isso, tente sempre reduzir esse tipo de impacto no seu negócio diversificando o seu mix de produtos e acessórios.

 

Por exemplo, na categoria de ferragens para móveis, considere a aquisição de diferentes marcas, sobretudo as nacionais que em crises mundiais tendem a sofrer menos com a variação das moedas estrangeiras.

 

Promoções

Qual consumidor que não gosta de um desconto especial?

 

Identifique produtos que pode ter maior percentual de desconto e faça promoções atrativas para os consumidores. Considere também a possibilidade de parcerias com fornecedores e marcas para aquisição dos produtos com preços mais baixos.

 

Mesmo com tantas variações e instabilidades econômicas, o comércio pós-pandemia apresenta bons sinais de recuperação para o segmento de materiais de construção. A alta procura por esse tipo de produtos e profissionais tem impulsionado o crescimento do setor e favorecido sua estabilidade diante de tanta incerteza.

 

Para aproveitar esse boom inesperado, lojistas e profissionais da construção precisam aderir com urgência às novas estratégias do comércio pós-pandemia. São elas que vão garantir bons resultados e maior adequação ao contexto atual.

 

Conhece outros lojistas e profissionais da construção que estão passando por esse momento difícil?

 

Compartilhe este artigo para suas redes sociais. Ajude a espalhar o conteúdo para que outros empreendedores sejam ajudados.

 

 

Compartilhar

 

 

Para mais infomações sobre estoque, preços e condições comerciais acesse nossos Termos e Condições

© Todos os direitos reservados COMPLETA - 2020