blog-banner

Aprenda a fazer um orçamento campeão

Publicado em: 29/05/2020 11:50 | Atualizado em: 29/05/2020 11:50

 

Encanadores, eletricistas, marceneiros, serralheiros e demais profissionais liberais enfrentam desafios diários para garantir a sobrevivência, conquistar novos clientes e serem capazes de executar serviços de qualidade. No entanto, uma das partes mais difíceis de administrar o próprio negócio reside na precificação dos serviços.


Cobrar muito por determinado serviço pode fazer com que potenciais oportunidades de negócios sejam perdidas. Cobrar muito barato implica em pouco lucro e mesmo na percepção que os serviços ofertados não são de qualidade. 


É necessário encontrar o equilíbrio na hora de definir os preços dos serviços e produtos ofertados, e foi justamente para te ajudar nessa tarefa que a equipe Completa elaborou este artigo. Nele, você encontrará dicas preciosas de como fazer orçamento campeões, garantindo uma boa margem de lucro.

 

1. Defina o valor de sua hora trabalhada
 Como é no valor da mão de obra que a maioria dos profissionais autônomos têm dificuldades no momento de elaborar o orçamento, a primeira coisa que deve ser feita é definir o valor seu valor. Uma boa maneira de fazer isso é através dos passos abaixo.


- Primeiro, estime o valor de seu salário mensal. Vamos supor que queira um salário de R$ 3.500,00/mês;
- Em seguida, multiplique seu salário por 12, a quantidade de meses do ano. No caso de nosso exemplo, 3.500,00 x 12 = 42.000;
- Por fim, divida o valor de salário anual por 2.000, que é quantidade de horas aproximadas trabalhada no ano com um jornada de 8 a 9 horas por dia. O resultado deste cálculo será o valor aproximado de quanto deverá cobrar por hora trabalhada. No exemplo, 42.000/2.000, dá 21. Portanto, o valor da hora será R$ 21,00.

 

2. Faça um checklist completo da realização do trabalho
 O primeiro passo no momento de fazer um orçamento é coletar informações suficientes para obter um visão detalhada do projeto, conseguir fazer um orçamento adequado, que tenha um preço justo mas ao mesmo tempo garanta uma boa margem de lucro para você.


 Algumas perguntas fundamentais devem ser respondidas nesta etapa e constar no orçamento. Dentre elas:


- O que exatamente precisa ser entregue? No que o projeto consiste?
- Em que local o trabalho será realizado? Haverá custos com transporte caso seja em um local externo?
- Em caso de projetos grandes, quais serão os prazos para o cumprimento de etapas? E qual será o prazo de entrega final?
- Como o pagamento será realizado? Semanalmente? Mensalmente? Por etapa concluída?

 

3. Lembre-se que o orçamento vai além de planilhas
 Quando falamos de orçamento, a primeira coisa que vem à mente são cálculos. Mas é preciso lembrar que, além de conter o preço da execução de serviços, trata-se de um documento que visa convencer clientes em potencial a contratar seus serviços. Por isso, deve conter:


- Introdução: aqui é o espaço para você se apresentar, demonstrar toda a experiência, trabalhos já realizados e depoimentos de pessoas que já confiaram em seus serviços;
- Corpo: aqui entra o orçamento propriamente dito, isto é, o preço do serviço e todos seus detalhes. Também é recomendável inserir possíveis fornecedores onde o cliente pode encontrar bons produtos a preços atrativos para a realização do serviço;
- Garantias: seção onde entra as medidas que oferece em caso de alguma situação extraordinária, como não conseguir entregar o serviço ou ser necessário refazê-lo por algum motivo. Importante por dar segurança ao interessado e garantir maiores chances de contratação de seu serviço.

 

 Caso queira acrescentar mais alguma dica à lista acima ou tenha alguma dúvida, entre em contato com a Completa. Não deixe de seguir o blog para acompanhar mais dicas sobre esses e outros assuntos.  Com você, Completa.

 

 

Para mais infomações sobre estoque, preços e condições comerciais acesse nossos Termos e Condições

© Todos os direitos reservados COMPLETA - 2020