blog-banner

7 dicas imperdíveis para organizar o fluxo de caixa da sua loja

Publicado em: 09/04/2020 09:19 | Atualizado em: 09/04/2020 09:34

 

É grande o índice de pessoas que empreendem no próprio negócio. No entanto, é comum que os empreendedores não deem a devida atenção para pontos básicos de uma empresa, como controlar o fluxo de caixa.

 

Responsável por monitorar as entradas e as saídas de dinheiro, o fluxo de caixa é fundamental para a gestão financeira de qualquer negócio. O que muitos desconhecem é que sem esse gerenciamento é possível que sua loja esteja tendo prejuízo, mesmo com um bom faturamento mensal.

 

Sempre abrangendo determinado período de tempo, essa é uma importante ferramenta que permite ao empreendedor ter uma visão ampla do seu negócio.

 

A seguir, reunimos 7 dicas infalíveis que vão te ajudar a organizar o fluxo de caixa da sua loja. Acompanhe!

 

1. Registre diariamente suas movimentações

Organizar diariamente as entradas e as saídas de dinheiro é um dos primeiros mandamentos para quem deseja manter o fluxo de caixa sempre em dia.

 

É comum que as grandes empresas tenham um profissional especializado que cuide desse controle. Contudo, em casos de negócios menores muitas vezes o proprietário também fica encarregado de atualizar toda a parte de gestão das finanças.

 

Por conta disso, antes de tudo é importante que o empreendedor entenda a importância de manter esses dados sempre em dia. Caso sua loja tenha um time de colaboradores, será fundamental conscientizar a equipe sobre a necessidade de registrar todas as movimentações realizadas.

 

2. Monitore o contas a pagar e a receber

Aluguel, condomínio, luz, internet, água, contabilidade, entre outras despesas fazem parte do dia a dia de um negócio. Para facilitar a gestão e possibilitar que sua loja faça previsões para os meses futuros, registrar os gastos fixos te auxiliará a entender como seu empreendimento se comportará nos meses seguintes.

 

No caso das contas a receber, se a sua loja oferece serviços ou produtos em parcelamento ou com prazo para pagamento, é importante registrar esses laçamentos em seus respectivos meses. Dessa forma, será possível prever seu saldo futuro.

 

Já para as modalidades de pagamento recorrente, se for o caso do seu negócio, esses valores também devem ser registrados nos meses correspondentes.

 

Um controle eficiente das contas a pagar e a receber te ajudará a prever o comportamento da sua loja antecipadamente.

 

3. Classifique suas movimentações

O primeiro passo é diferenciar as movimentações em sua planilha ou software especializado. Você pode adotar termos como “entradas” e “saídas”, por exemplo.

 

No começo, apenas atualizar esses pontos pode ser o suficiente para ajudar a gerenciar melhor as finanças da sua loja. No entanto, conforme você organizar esse departamento será indispensável adotar classificações mais complexas nessa ferramenta de controle.

 

Crie grupos para categorizar seus gastos. Isso ajudará a entender qual é a média dos custos operacionais básicos para o funcionamento da loja e quais gastos podem ser minimizados para aumentar sua margem de lucro, por exemplo.

 

Classificar cada tipo de movimentação te ajudará a entender de onde veio e para onde vai o dinheiro da sua loja. Além disso, esse detalhamento oferecerá uma visão ampla da situação financeira do seu negócio.

 

4. Defina um período e faça projeções de caixa

É muito comum que as lojas criem fluxos de caixa quinzenais, mensais, bimestrais ou trimestrais, por exemplo. Não existe uma regra e isso pode variar de acordo com o empreendimento, mas é importante estabelecer um período para abrir e fechar um caixa.

 

O ideal é que você defina um intervalo que não prejudique o monitoramento e a gestão financeira do seu negócio. Como a maioria das despesas (água, luz, internet, aluguel e salários) costumam se renovar dentro do período de um mês, esse é o intervalo de tempo mais recomendado para os gestores.

 

5. Estude a previsão de receita

A previsão da receita de uma loja é um ponto muito importante para uma gestão financeira eficiente. Portanto, você deve saber quanto dinheiro recebeu no último período de caixa e qual valor receberá no futuro.

 

Além de registrar as entradas de dinheiro, faça uma previsão do valor que está para entrar no giro do seu caixa. Saber a quantia que sua loja tem a receber nos próximos meses permitirá que você saiba se será possível cobrir as despesas básicas operacionais ou se precisará recorrer a um empréstimo, por exemplo.

 

6. Faça planos em médio e longo prazo

Muitos empreendedores acreditam que basta monitorar as contas de um mês e tudo estará bem, mas o ideal é conseguir fazer uma previsão de recursos para em média um trimestre.

 

Isso acontece, pois é muito comum que trabalhos entregues em determinado mês só sejam pagos dentro de um período de tempo mais longo. Esse é o caso dos pagamentos feitos no cartão de crédito. Embora um produto seja vendido hoje, esse valor só estará disponível após 30 dias.

 

Criar um fluxo que contemple um período de tempo maior também permitirá que você faça projeções para pagamentos de impostos e encargos trabalhistas, por exemplo. Fazendo um planejamento em médio e longo prazo será possível dividir esses valores ao longo dos meses.

 

7. Adote um sistema de gestão financeira

Fazer um bom fluxo de caixa exige muita atenção e dedicação, afinal os detalhes necessários para uma gestão eficiente são muitos. Com isso, uma das melhores alternativas é recorrer a um software especializado para cuidar das finanças do seu negócio.

 

Como se trata de uma série de dados que precisam ser monitorados, categorizados e documentados diariamente, o setor de tecnologia da informação oferece aos empreendedores soluções que trazem cada vez mais praticidade para o cotidiano de uma loja.

 

Embora essa não seja uma tarefa impossível de ser realizada manualmente, com a ajuda de uma planilha por exemplo, um sistema de gerenciamento trará mais agilidade a todo o processo. Além disso, a tecnologia reduz a perda de informações e a possibilidade de erros.

 

Graças ao bom gerenciamento de seu caixa é que você saberá se é o momento de fazer novos investimentos ou cortar gastos, por exemplo. Portanto, coloque na ponta do lápis as movimentações diárias de sua loja e organize seu fluxo de caixa para ajudar seu negócio a crescer!

 

E aí, gostou do artigo? Quer ficar por dentro de mais dicas para melhorar a gestão do seu negócio? Então, siga a nossa página no Facebook!

 

Para mais infomações sobre estoque, preços e condições comerciais acesse nossos Termos e Condições

© Todos os direitos reservados COMPLETA - 2020